Entender porque as indústrias devem ter um socorrista é o primeiro passo para entender como essa função pode ser útil e positiva para todo o seu negócio ou mesmo para o seu perfil.

Pensando nisso, o foco desse post é mostrar exatamente quais as vantagens disso bem como a premissa mais básica para ter essa pessoa na sua equipe.

Vamos lá?

Porque as indústrias devem ter um socorrista – Entenda a teoria e prática

De início, você precisa ter em mente que ter um socorrista não é apenas uma questão de luxo, mas de cuidado e segurança.

Ao mesmo tempo, se trata de uma lei, que prevê que todas as empresas precisam ter uma pessoa capacitada para prestar esse tipo de socorro.

De acordo com a Norma Regulamentadora Nº 7.

Basicamente, a lei diz que todas as instituições e empresas precisam ter algum profissional no Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional.

Em outras palavras, alguém daquele ambiente precisa ser capaz de garantir, através do máximo de seus esforços, a promoção e preservação da vida de outra pessoa quando necessário.

Então, você pode perguntar porque exatamente um socorrista se faz necessário, principalmente em empresas que apresentam um baixo risco de acidentes.

Acontece que, mesmo em empresas de baixo risco, é possível que algum tipo de acidente acabe acontecendo.

Como resultado, para garantir a vida, alguém ali precisa estar preparado para atuar de maneira eficiente, prática e rápida.

Portanto, como os brasileiros não costumam ter esse tipo de conhecimento ensinado nas escolas, é preciso contratar ou preparar algum funcionário para tal ação.

O conhecimento de primeiros socorros, mesmo que seja básico, permite que aquele indivíduo acidentado resiste ao máximo de tempo, até que uma equipe preparada chegue ao local.

Por exemplo, se ele cair e sofrer uma fratura exposta, o socorrista saberá como lidar com a situação até que uma ambulância chegue ao local.

Logo, é essencial.

Acredite, acidentes acontecem

Ao fazer um curso de primeiros socorros, você começa a entender que os acidentes podem ser inevitáveis em alguns casos ou mesmo que acontecem quando menos se espera.

Assim, é um funcionário que acaba caindo de algum lugar, escorrega no chão molhado, se corta com algum equipamento ou mesmo aquele que tem uma crise de pânico porque ficou preso no elevador.

Mesmo quando alguns acidentes podem ser evitados, outros simplesmente ocorrem, seja algo muito grave ou não.

A questão é que isso não é algo que pode ser controlado apenas pela boa vontade de uma empresa, sendo então preciso ter alguém capacitado sempre presente.

O que você precisa para ser um socorrista?

Se você trabalha dentro de uma empresa que está procurando candidatos, é possível que a seleção seja feita através de atividades extras que já fez ou características pessoais.

Portanto, o comum é escolher aqueles funcionários mais calmos, que fizeram algum tipo de trabalho de campo semelhante ou que apresente uma postura mais estável.

Entretanto, essa escolha também pode depender do tipo de local no qual você trabalha, já que isso impacta no tipo de acidente que pode acontecer.

Por exemplo, para ser socorrista em uma siderúrgica, você vai precisar de mais “sangue frio” do que para atuar em um escritório, devido aos principais riscos possíveis.

Além disso, você vai precisar fazer um curso de primeiros socorros de qualidade e ter em mãos um kit básico para prestar atendimento.

Esse kit também varia de acordo com o tipo de empresa.

Geralmente, em locais de obras de construção, os kits são mais completos, enquanto que em um escritório são mais simples.

Sendo assim, no kit de uma siderúrgica você vai encontrar tudo para fazer curativos, coletes cervicais, talas de imobilização e mantas térmicas.

Já em kits de escritório, é mais comum a presença de luvas, esparadrapos, tesouras e gases, que são os itens mais básicos.

Mesmo sem uma formação na área de saúde, qualquer colaborador de uma empresa pode vir a se tornar um socorrista, desde que esteja preparado e saiba o que precisa ser feito.

Vantagens das indústrias terem socorristas no quadro de funcionários

Por fim, vale a pena entender que a função de socorrista é um benefício para a empresa bem como para as pessoas que trabalham nela.

Com isso, as principais vantagens para a indústria incluem:

  •         Evitar a morte de uma vítima;
  •         Reduz a gravidade das lesões;
  •         Minimiza o sofrimento psicológico e físico;
  •         Garante mais segurança e estabilidade para a empresa;
  •         Redução de processos trabalhistas decorrentes de acidentes;
  •         Você estará atuando de acordo com a lei vigente;
  •         Todos da indústria se sentem mais protegidos, etc.

Ou seja, além de garantir a vida, ainda pode mexer no “bolso” da indústria, já que um acidente sem prestação de socorro pode ser sinal de processo judicial a caminho.

Para os colaboradores e demais presentes, ter uma equipe de socorrista significa mais segurança e estabilidade, sabendo que o socorro sempre está por perto.

Sabendo que as indústrias devem ter um socorrista, é preciso dizer que os atendimentos diante de qualquer emergência funcionam de maneira parecida:

  •         Chame o socorrista até o local do acidente o mais rápido possível;
  •         Informe tudo o que souber sobre a situação assim que o socorrista chegar ao local;
  •         Busque controlar as demais pessoas presentes para dar espaço para o profissional trabalhar;
  •         Chame uma equipe médica profissional e informe sobre a gravidade, sempre que necessário;
  •         Se houver mais de uma pessoa acidentada, direcione outros profissionais socorristas ou colaboradores que possam ajudar de maneira efetiva.

Importante

Muitas vezes, diante de uma situação de acidente, as pessoas ficam curiosas, preocupadas e até histéricas, o que torna a vida do socorrista bastante complicada.

Nesses casos, é interessante convocar outros colaboradores para tentar acalmar e afastar do local do acidente aqueles que estejam atrapalhando a situação do profissional e que não precisam de auxílio médico.

Logo, é possível controlar a situação mais calmamente e garantir uma recuperação e chegada de outros profissionais. 

Por fim, você tem alguma dúvida ou gostaria de saber mais sobre o tema?

Comenta aqui embaixo para que eu possa ajudar você, deixe a sua dica de conteúdo que gostaria de ver aqui na página ou compartilhe a sua experiência.

Grande abraço e até o próximo post!