Se você está buscando alavancar a sua carreira, um curso online pode ser o primeiro passo para uma nova fase profissional. São muitos motivos que fazem do ensino pela internet  uma excelente possibilidade para dar voos ainda maiores na carreira.

Com a pandemia, a busca por cursos remotos teve um crescimento ainda maior do que já vinha acontecendo. E isso serve para qualquer nível da educação, como no ensino básico, em cursos livres, em formações profissionais e no ensino superior, com a popularização do EAD em graduações e especializações.

Estar seguro para não ser infectado pelo coronavírus é um dos fatores de crescimento, mas antes disso os cursos online já traziam diversos benefícios para o público. Estudantes da escola, universitários e, principalmente, profissionais já puderam aproveitar a praticidade de fazer aulas totalmente virtuais.

Sabendo disso, organizamos neste texto 8 motivos para você descobrir como um curso online pode abrir novas e importantes portas profissionais para a sua carreira. Confira a seguir!

Novas habilidades

Novos conhecimentos são sempre muito importantes para quem quer traçar novos rumos profissionalmente. É fundamental não parar no tempo e achar que, depois de conseguir um diploma ou um emprego estável, não é mais necessário aprender coisas novas na vida. Continuar estudando sempre trará benefícios na carreira e na vida pessoal, e os cursos online são formas práticas para fazer isso.

Veja também os tópicos a seguir com motivos importantes para aprender novas habilidades.

Novas tendências

Com aulas online, você poderá aprender novas tendências do mercado e desenvolver habilidades que estão em alta. Por exemplo, hoje em dia, profissionais que conhecem as linguagens de programação estão com uma demanda enorme no mercado de trabalho, devido ao número inferior de programadores e desenvolvedores em relação à alta procura das empresas por profissionais capacitados na área.

Exigências do mercado de trabalho

Cursos online também são ótimas formas para desenvolver habilidades exigidas pelo mercado. A principal delas são as línguas estrangeiras, especialmente inglês e espanhol. De forma prática e dinâmica, aprender pela internet pode deixar o seu perfil profissional pronto para novos saltos na carreira.

Mudança de ares

Muita gente não se vê seguindo na profissão atual para o resto da vida. Segundo uma pesquisa realizada em 2020 pelo aplicativo Survey Monkey, 9 em cada 10 brasileiros estão infelizes no trabalho. Essa insatisfação com a carreira pode ser revertida virtualmente, e cursos online podem ser boas soluções para novos ares profissionais.

Hoje em dia, o ensino a distância tem se tornado muito popular mesmo por quem quer fazer uma nova graduação ou fazer uma pós-graduação procurando novas especialidades na carreira. Recomeçar também pode significar alavancar a carreira.

Atualização de conhecimentos

Você se formou na faculdade e acha que está tudo bem, que não precisa de mais nenhum conhecimento na sua área de atuação. Se está pensando assim, saiba que isso é errado e pode significar estagnação e frustração profissional. Os campos do conhecimento são dinâmicos e variam sempre que novas ideias surgem.

Por isso, é muito importante buscar atualização de conhecimentos na sua área de atuação. Você pode aprender pela internet assuntos novos que são de seu interesse e que vão desenvolver uma nova visão da sua profissão.

Currículo ainda melhor

Caso você esteja buscando novas habilidades para incrementar o seu currículo, os cursos online podem fazer você incluir novos certificados e competências no seu resumo profissional. Como já citamos nesse texto, se você precisa da língua inglesa, aulas online podem te ajudar. Outro exemplo é se você quer dizer que sabe programar em Python no seu currículo, você pode aprender na internet. São diversas possibilidades que podem ser importantes na hora de se candidatar para uma vaga que você se interessa.

Conciliação com outras atividades

Às vezes, o principal fator que trava o desenvolvimento de um profissional é a falta de tempo para realizar outras atividades. A correria do dia a dia pode dificultar a conciliação das obrigações do emprego com estudos e outras formas de progressão da carreira. Pela praticidade de um curso online, fica mais fácil combinar o dia a dia do trabalho e de outras atividades com novos conhecimentos.

Novos contatos profissionais

Networking é sempre importante no mundo profissional. Então se você está fazendo um curso online sobre o assunto, haverá colegas junto com você com interesses semelhantes na carreira. Isso poderá trazer contatos que são sempre fundamentais na continuidade da carreira.

revitalização de móveis é essencial para mantê-los cada vez mais bonitos e impecáveis. Restaurar um móvel de madeira ou qualquer outro material, dando-lhe uma reforma, é melhor do que eliminá-lo do seu cômodo.

Uma cômoda velha, um pequeno armário ou mesmo uma cadeira, recuperada de uma loja de móveis usados, encontra assim uma nova cara. Lixe, repare se necessário, pinte ou dê acabamentos antes de terminar. Veja, as dicas para revitalização de móveis!

Como fazer a revitalização de móveis?

Uma vez verificado o estado do móvel, deve-se preparar o suporte com um produto decapante. A madeira descascada, por exemplo, pode revelar áreas que precisam ser reparadas.

Após o reparo, você pode prosseguir para a pintura. Finalmente, não pule os acabamentos. Quanto mais arrumados, mais seus móveis ficam bonitos e prontos para resistir ao passar do tempo.

Do lado do material, comece por usar luvas, para evitar que as mãos sofram com a aplicação dos diversos produtos, e máscara, para não respirar os vapores das tintas ou produtos de lixar. Planeje também uma esponja, pincéis e rolos para pintura, lixa para lixar, cola e massa para madeira ou material específico do móvel.

Etapa 1: prepare seu suporte de madeira

É aconselhável em primeiro lugar descascar o móvel se for pintado ou envernizado, ou desparafinar se for encerado, para que o suporte fique liso e possa receber a instalação de uma nova tinta ou acabamento.

Móveis encerados ou envernizados devem ser lixados com lixa de grão grosso. Se for grande, você pode usar uma lixadeira excêntrica.

Para saber se sua mobília é envernizada ou encerada, coloque um pouco de água sobre ela. Se for encerado, a gota d’água fará uma mancha; pelo contrário, se for envernizado, a água escorrega sem aderir.

Em seguida, coloque o desaparafusador, um produto “macio” que limpa a fundo a madeira e dá ao móvel sua cor original. Esfregue na direção do grão, até que a cera seja completamente removida com uma esponja de lã de aço e deixe secar.

Se o móvel for envernizado ou pintado, use um decapante para madeira universal ou especial que é aplicado com pincel ou pincel. Existem decapantes líquidos ou em gel que são convenientes para aplicação vertical, pois não fluem. Deixe agir por cerca de vinte minutos e se necessário remova os restos de tinta com um raspador ou espátula, antes de limpar com um pano.

Equipamento:

  • lixa de grão grosso;
  • luvas;
  • óculos para proteger seus olhos;
  • uma palha de aço;
  • um raspador;
  • um removedor universal;
  • um decapante de madeira;
  • uma escova de decapagem.

Etapa 2: recapitular e consertar os móveis de madeira

Uma vez que o móvel foi descascado ou desparafinado, é possível que arranhões, rachaduras ou pequenos buracos sejam revelados. Pequenos riscos, frequentes em móveis envernizados, podem ser mascarados com uma caneta de retoque, a escolher na cor adequada à sua madeira para um bom resultado.

Para tapar pequenos buracos ou fissuras, o enchimento de madeira incolor ou tingido é perfeitamente adequado. Usando uma espátula, aplique um pouco de massa de madeira diretamente no orifício ou fenda a ser preenchida. Deixe secar pelo tempo especificado e, em seguida, lixe com papel de granulação fina.

Para recheios maiores, por exemplo, quando faltam peças de madeira, existem selantes para madeira com endurecedores. Se necessário, aplique várias demãos e deixe secar bem entre as aplicações.

Para buracos que apareceram em móveis anteriormente encerados, você também pode comprar cera de enchimento, para ser aquecida na mão antes de aplicá-la com uma pequena espátula.

No caso de móveis roídos por vermes ou esfarelados, use um endurecedor para madeira, um líquido incolor que fortalece as áreas enfraquecidas. Preencher as áreas comidas por vermes com o produto usando uma pipeta antes de deixar secar por 4 horas.

Por fim, o lixamento dos móveis deixa a superfície lisa e uniforme antes de passar para os acabamentos. Lixe fazendo várias passagens no sentido do veio da madeira e retire o pó com um pano embebido em álcool desnaturado.

Etapa 3: faça a pintura

A pintura de móveis é o processo mais importante na revitalização de móveis. Para personalizar os móveis e adaptá-los à sua decoração, a solução mais fácil é repintar. Cabe a você escolher uma tonalidade que combine com sua decoração. São muitas cores, mas também tintas com efeito de couro ou crackle, que conferem aos móveis um belo visual moderno.

Aplique uma camada de base para suporte de madeira com um pincel chato sobre todo o móvel antes de aplicar duas camadas de tinta. Você também pode usar uma tinta à base de água para uniformizar as cores dos móveis. As manchas de madeira tingem, protegem e realçam a textura da madeira.

Equipamento:

  • tinta genciana para móveis de madeira;
  • tinta à base de caseína;
  • tinta para móveis com efeito couro.

Etapa 4: cuidar dos acabamentos dos móveis

Antes de envernizar ou encerar os móveis, a madeira ainda deve ser impermeabilizada com um enchimento que fixa a cor, obstrui os poros da madeira e a protege de manchas.

Outra possibilidade é aplicar um óleo para móveis que, além das propriedades impermeáveis, nutre a madeira e lhe confere um belo aspecto mate.

Escolha um óleo adequado à sua espécie de madeira e aplique duas demãos com pincel, respeitando um tempo de secagem entre demãos. De vez em quando, é necessário fazer a manutenção dos móveis passando uma camada de óleo.

Os móveis também podem ser encerados ou envernizados. A cera confere-lhe um aspecto envelhecido e muito estético. Se você optar por encerar, aplicar cera líquida com um pincel ou cole a cera com um pano. Passe a ferro duas a três vezes e depois dê polimento. Um verniz dá profundidade à madeira pintada e intensifica a sua cor ao dar-lhe brilho.

Hoje em todo o mundo a obesidade atinge milhões de pessoas, isso porque muitos ainda seguem uma vida sedentária, sem exercícios físicos e com uma alimentação nada saudável. Diante disso, a cirurgia bariátrica é uma metodologia eficaz para a perda de peso em pacientes diagnosticados com doenças graves ou com obesidade mórbida. 

O que é, qual a finalidade e qual a indicação da cirurgia bariátrica? 

A cirurgia bariátrica vem se tornando uma das principais alternativas para a perda de peso de pessoas que possuem o IMC muito elevado, já em estágio de obesidade mórbida. Entretanto, as pessoas que desejam realizar o procedimento  precisam se enquadrar nas seguintes regras estabelecidas pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica:

  • Adultos com IMC (Índice de Massa Corporal) ≥ 40 kg/m² sem comorbidades;
  • Adultos com um IMC de 35 a 39,9 kg/m² com pelo menos uma comorbidade grave.

A técnica consiste na redução do tamanho do estômago para que o paciente se sinta saciado com a ingestão de uma quantidade pequena de comida. Geralmente, a principal finalidade da procura por esse tipo de procedimento é promover o emagrecimento de forma eficaz, melhoria do metabolismo e da qualidade de vida. 

Hoje pode-se encontrar três tipos de cirurgia bariátrica: restritivas, mistas e disabsortivas. No entanto, todas possuem a mesma finalidade, que é limitar a capacidade que o estômago tem de receber a comida. 

5 coisas que é preciso saber sobre cirurgia bariátrica 

Contraindicações

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica existem alguns casos em que a cirurgia não poderá ser realizada, como:

  • IMC entre 25,1 e 29,9 em que haja a presença e a confirmação de complicações relacionados ao sobrepeso;
  • Deficiência intelectual significativa;
  • Pacientes sem suporte familiar adequado;
  • Quadros de transtorno psiquiátrico não controlado;
  • Doenças genéticas; 
  • Depressão;
  • Distúrbios alimentares não controlados;
  • Coagulopatia grave;
  • Doenças cardíacas graves com risco anestésico proibitivo;
  • Bulimia nervosa;
  • Pacientes com idade acima de 65 e abaixo de 18 anos.

Riscos e complicações 

Mesmo sendo extremamente eficiente e segura, a cirurgia bariátrica, assim como qualquer outro procedimento cirúrgico, possui riscos e complicações. O sucesso depende da escolha de um bom profissional e do comprometimento e dedicação do paciente. Por isso, é preciso seguir todas as encomendações, e manter o acompanhamento médico, nutricional e psicológico em todas as fases do processo para garantir o sucesso e evitar complicações. 

Acompanhamento pré e pós-cirúrgico

Algo que deve ser levado a sério é o acompanhamento tanto antes como após a cirurgia bariátrica. Isso porque o procedimento proporciona diversas mudanças de hábitos que podem mexer bastante com o emocional do paciente. Desta forma, a presença de um profissional capacitado é essencial para auxiliar e não deixá-lo sozinho durante todo o processo.

Reganho de peso

Após a cirurgia pode haver sim o reganho de peso, porém isso é normal até certo ponto. Geralmente o paciente recupera 20% ou menos do peso perdido, caso esse ganho seja de 50% é preciso ficar atento, uma vez que para perdê-lo será um pouco mais trabalhoso do que no começo do processo. Por isso, aproveite o resultado inicial e evite voltar para os antigos hábitos. 

Garantias pós cirurgia bariátrica 

A cirurgia bariátrica não é garantia de nada, por isso é preciso pensar que ela servirá como uma segunda chance para a sua saúde e uma melhor em sua qualidade de vida.  

Lembre-se que é preciso aderir ao tratamento e manter os novos hábitos, assim como uma alimentação saudável, exercícios físicos e um acompanhamento psicológico para ajudá-lo nesse processo. 

Quando opta-se pela cirurgia bariátrica é necessário entender que as mudanças são para o resto da vida, sendo preciso aderir a um estilo de vida mais saudável e leve. 

Para que isso seja possível, o paciente tem que entender que o sucesso do tratamento também está diretamente ligado à forma de pensar. Por isso, mudar a mente é fundamental para um resultado de qualidade e mais eficiente. 

 

 

 

 

 

 

 

A endoscopia digestiva alta (EDA), ou exame de endoscopia alta, talvez seja a mais relevante e útil dentre as diversas formas de endoscopia. Por sinal, em livros didáticos de medicina, tal exame às vezes é chamado por seu nome técnico: esofagogastroduodenoscopia.

Mas EDA, ou exame de endoscopia alta, são de fato as denominações mais usadas para o procedimento. Tal exame é, na verdade, uma gastroscopia — ou seja, uma endoscopia que analisa o sistema digestivo. Há outras endoscopias, tais como a broncoscopia, a cistoscopia e a colonoscopia. 

Como é feito o exame?

A EDA é uma prática através da qual o profissional de saúde consegue visualizar, em uma tela, o interior dos órgãos do corpo humano que são responsáveis pela absorção dos nutrientes contidos na alimentação ingerida (digestão) e pelo descarte daquilo que o organismo não aproveita (excreção).

Este não é um procedimento especialmente complexo. Os passos para a realização de um exame de endoscopia alta são os seguintes:

  1. Aplicação de um anestésico (geralmente, um spray na garganta do paciente) para que a passagem do endoscópio (um tubo de 1 metro de comprimento e 8 a 11 milímetros de diâmetro) seja indolor para o indivíduo;
  2. Inserção do aparelho endoscópico via boca do paciente (o qual deve estar posicionado em decúbito lateral – ou seja, deitado de lado);
  3. Captação de imagens do interior do corpo (no caso da EDA, imagens do estômago, esôfago, duodeno e órgãos próximos, como o pâncreas);
  4. Por fim, caso a endoscopia em questão tenha finalidade terapêutica, e não somente diagnóstica, pode-se através dela melhor posicionar no organismo do paciente um tubo de alimentação, por exemplo (há ainda diversas outras possibilidades, as quais serão comentadas a seguir).

Sua importância para a saúde

O exame de endoscopia alta costuma ter por objetivo a coleta de informações acerca dos órgãos voltados à digestão no organismo humano. Em parcela significativa dos casos, porém, ele por si só é um tratamento. São os dois tipos de endoscopia já citados: a diagnóstica e a terapêutica.

A endoscopia alta, por exemplo, é procedimento pré-operatório obrigatório quando a intenção é a realização de uma cirurgia bariátrica.

Conheça outras aplicações diagnósticas do exame de endoscopia alta:

  • Investigação de quadros de dor ou desconforto no abdome superior;
  • Verificação em casos de vômitos persistentes e/ou náuseas;
  • Investigação em casos de anemias ferropriva de etiologia desconhecida;
  • Rastreio de um possível câncer esofágico em pacientes com esôfago de Barrett (doença que acomete este órgão);
  • Avaliação de casos de refluxo gastroesofágico refratários ao tratamento convencional.

Já em se tratando de um exame de endoscopia alta com finalidades terapêuticas, podemos citar:

  • A gastrostomia (colocação de um pequeno tubo flexível, chamado de sonda, desde a barriga até o estômago, visando permitir a nutrição do indivíduo quando a mesma não puder ser feita por via oral);
  • A polipectomia (ação que objetiva a retirada de pólipos, benignos ou malignos, do aparelho digestivo através de uma EDA).

Por fim, vale destacar que o exame de endoscopia alta é muito usado nos setores de emergência de hospitais.

Neles, avalia-se via EDA a gravidade de lesões esofágicas em pacientes que ingeriram substâncias corrosivas. Também se removem corpos estranhos engolidos (ocorrência comum em crianças). Ainda nos setores de emergência hospitalar, se utiliza tais endoscopias no tratamento de casos de hemorragia digestiva alta (HDA).

 

Como toda e qualquer outra intervenção cirúrgica, a mamoplastia requer anestesia e este é um ponto que traz muitas dúvidas entre os pacientes. Esta é uma cirurgia que visa reduzir o tamanho das mamas, melhorando a sua harmonia junto ao tórax e ao conjunto corporal. 

O procedimento é indicado para pacientes que possuem, naturalmente, os seios grandes e têm queixas quanto a isso. Além de danos estéticos, as mulheres que desejam se submeter a esta cirurgia geralmente relatam desconfortos físicos e emocionais relacionados ao tamanho excessivo dos seios, tais como:

  • Dores nas costas, no pescoço e nos ombros;
  • Limitação na prática de exercícios físicos;
  • Irritações cutâneas;
  • Marcas nos ombros, onde as alças do sutiã ficam apoiadas.

A idade mínima recomendada para se realizar essa cirurgia é 18 anos, idade em que as mamas já estão totalmente desenvolvidas. O procedimento cirúrgico consiste em realização de incisões nas mamas, com a finalidade de remover os tecidos gordurosos e de pele em excesso, reposicionado suas estruturas.

Como é feita a cirurgia

A mamoplastia pode ser feita com anestesia local e sedação, anestesia peridural ou anestesia geral. Tudo dependerá da avaliação e da escolha dos médicos responsáveis pelo procedimento. O tempo médio da cirurgia é de 3 horas.

Depois que as marcações necessárias são feitas, são realizadas incisões nas mamas, com a finalidade de remover e reposicionar os tecidos mamários. A extensão e o formato da cicatriz podem variar de acordo com as características de cada caso. Porém, em geral, as suturas dessa cirurgia são feitas no entorno das aréolas e com um formato de “T” invertido.

Os mitos e as verdades da mamoplastia

A ideia de que as próteses de silicone nunca podem ser usadas em uma mamoplastia redutora é um mito. Em algumas situações, é possível utilizar implantar para remodelar as mamas após a retirada de um grande volume de tecido mamário ou de gordura.

Ademais, a mamoplastia redutora também pode ser realizada em pacientes que colocaram próteses de silicone, mas não ficaram satisfeitas com o resultado. Nesses exemplos, o objetivo é remoção da prótese antiga, do excesso de pele ou tecido mamário em excesso e reconstruir as mamas. 

Outro mito é que o resultado da cirurgia é definitivo. As mamas operadoras continuam sofrendo os efeitos do tempo e da gravidade, o que faz com que o resultado da cirurgia não seja para a vida toda. Se a paciente ficar com sobrepeso depois de se submeter à mamoplastia, as mamas poderão aumentar novamente.

A redução das mamas também não promove flacidez, como é geralmente difundido. Pelo contrário: a redução das mamas, além de remover gordura e tecido mamário, também retira a pele excessiva, reconstruindo um formato de seios esteticamente favorável.

A regra mais importante para pacientes que desejam se submeter a esse processo cirúrgico continua sendo ter um diálogo transparente com o médico para alinhar as expectativas, sanar as dúvidas e entender quais serão os resultados possíveis de serem conquistados.

 

É comum sentir medo ao pensar em iniciar uma família, por isso não se desespere. Para ter certeza se chegou o momento certo para engravidar, análise com seu parceiro se estão preparados para mudarem a rotina.

Iniciar a maternidade demanda dedicação e maturidade emocional para manter o equilíbrio em situações de desgastes e estresse. O fato de não se sentir perfeitamente preparada, não significa que deva abdicar de seu sonho, pelo contrário, se há desejo, provavelmente você está pronta.

Identificar os sinais

Antes de concretizar a gravidez, deve-se colocar na balança alguns pontos imprescindíveis para gerar uma prole, afinal criar um ser dependente de si exige tomar decisões seguras. Por isso, cheque os seguintes sinais e saiba se está pronta para ser mãe:

  • Independência financeira;
  • Vive bem com o parceiro;
  • Estabilidade emocional;
  • Estar disposta a mudar a rotina;
  • Gostar de estar com crianças;
  • Não pretende agradar ninguém com essa decisão.

Caso tenha as características listadas, você está segura para dar o próximo passo rumo à formação de herdeiros. Se seu parceiro estiver de acordo, procure por um médico especialista para fazer uma checagem das suas condições de saúde.

Ter convênio médico ou estar preparada financeiramente para arcar com os custos dos procedimentos e organização do enxoval do bebê são fundamentais antes de engravidar, já que todos esses itens de maternidade são caros.

Exames pré-gravidez

Antes de iniciar as tentativas para engravidar, faça exames para se certificar de que não há nenhuma patologia que possa representar algum risco para o desenvolvimento do bebê ou gestação.

Normalmente, os exames para quem pretende engravidar de maneira natural são simples, feitos em laboratórios comuns:

  • Doenças sexualmente transmissíveis;
  • Colesterol;
  • Tipo sanguíneo e fator de rh;
  • Tireoide;
  • Glicose;
  • Triglicérides;
  • Anemia;
  • Rubéola;
  • Aferição de pressão arterial;
  • Doenças genéticas;
  • Papanicolau.

O médico também orientará para tomar algumas vacinas, como a tríplice viral – contra rubéola, caxumba e sarampo, ou de HPV e hepatites. A necessidade de escolher mais procedimentos irá variar de acordo com os resultados do check-up.

A futura mamãe também deve tomar ácido fólico, principalmente, na 3ª semana de gestação, quando o feto está formando o tubo neural e a deficiência dessa vitamina pode proporcionar má formação.

Reprodução humana 

Ao iniciar as tentativas de gravidez, caso o casal perceba uma dificuldade para concluir a fecundação, não é necessário entrar em pânico ou desistir do seu objetivo.

Busque profissionais especialistas em reprodução humana para checar se há alguma disfunção que interfira na fertilidade com exames mais apurados e testes.

Uma vez identificado o fator impeditivo da gestação, o especialista elaborará um tratamento para resolução do problema, podendo oscilar entre o uso de medicamentos ou intervenções mais invasivas, como no caso de cirurgias para a retirada de endometriose, por exemplo.

Se ainda assim, os problemas persistirem, existem procedimentos mais específicos, como coito programado, fertilização in vitro, transferência de embriões ou inseminação artificial.

Estar disposta a tentar todas essas alternativas significa que você está preparada para ser mãe, então vá atrás de seu sonho.

Casais com dificuldade de fertilidade podem recorrer a tratamentos de reprodução humana para engravidar, sendo fundamental o acompanhamento do especialista até o momento do parto.

Toda gestação requer exames periódicos para assegurar a evolução do feto, tomando medidas preventivas para garantir a saúde tanto da mãe como do bebê.

Importância do acompanhamento

Ao iniciar os tratamentos de reprodução assistida, o casal passa por diversos exames comprobatórios de suas condições de saúde e recebem protocolos para curar disfunções.

Com um preparo diferenciado para a fecundação do que a maioria dos casais, ainda assim é fundamental realizar o pré-natal para evitar enfermidades.

Durante o monitoramento, identificam-se patologias silenciosas ou comportamentos inesperados, que poderiam interromper a gestação com um aborto espontâneo.

Além do mais, o especialista pode prescrever medicamentos e procedimentos que minimizem os desconfortos da gestação ou combatam uma disfunção antes que ela se torne irreversível. 

Exames

Exames de glicemia, de tipo sanguíneo e de urina são solicitados, pois identifica doenças em estágios iniciais, ou seja, potenciais prejuízos para a mãe ou a criança.

Imagens mostram o progresso do bebê, por isso são recomendados os ultrassons a cada trimestre. O exame é responsável por identificar o sexo do feto, para alegria do casal.

Esses cuidados resguardam a saúde, além de preparar a mãe para o parto e maternidade. Durante o pré-natal, os pais recebem a orientação sobre os tipos de partos e qual o mais indicado para seu caso.

Doenças mais comuns

Trabalhar com medidas preventivas é a melhor alternativa para lidar de modo seguro com as intercorrências da reprodução humana. Tal processo inibe o aparecimento de doenças comuns na gravidez ou minimizar seus desconfortos:

  • Anemia: a fragilidade do sistema imunológico pode desencadear uma queda de hemoglobina no sangue. A suplementação de vitaminas elucida o problema;
  • Pré-eclâmpsia: o aumento da pressão arterial pode se desenvolver, principalmente próximo ao parto. Medicamentos e muita ingestão de água ajudam a normalizar;
  • Diabetes gestacional: o nível de glicose pode subir, curando após o término da gestação. Caso julgue necessário, o médico controlará a disfunção com remédios;
  • Infecção urinária ou vaginose bacteriana: as alterações no corpo contribuem para o aparecimento de bactérias. Manter a bexiga vazia ajuda na prevenção;
  • Rubéola: é indicada a vacinação antes da fecundação;
  • Toxoplasmose: a doença pode provocar deformações no feto, por isso checa-se se há sua presença para entrar com antibióticos;
  • Tireoidite: inflamação no órgão. Também controlada com medicamentos.

A grávida pode contar com uma equipe de especialistas (nutricionistas, psicólogos, ginecologistas, especialistas em reprodução humana) para receber orientações durante toda a gestação, melhorando sua condição.

Hospitais e clínicas disponibilizam treinamentos para o casal se preparar intelectual e emocionalmente para o parto, como cuidar do bebê, organizar o enxoval…Todos esses recursos diminuem a ansiedade pela falta de experiência com filhos, ou como atualização de procedimentos para pais já experientes.

Passar por tratamentos de reprodução assistida pode deixar os pais apreensivos até a concretização da gravidez, com o nascimento do bebê. Por isso, o acompanhamento da gestação agrega segurança na prevenção de qualquer intercorrência.

 

Há alguns anos, no Beework oferecemos como serviço às empresas poderem estabelecer um dos quatro endereços dos nossos espaços de coworking como a sua sede e endereço fiscal , mas … sabe a diferença entre um conceito e outro?

Esses são dois termos com implicações diferentes . Aqui explicamos em que cada um deles consiste:

 

Qual é a sede social?

A sede social afeta única e exclusivamente as sociedades comerciais . Freelancers não precisam.

Trata-se do local onde uma empresa realiza sua gestão . A Lei estabelece que “as sociedades de capitais estabelecerão o seu domicílio em território Brasileiro no lugar onde se situe o centro da sua administração e gestão efetivas, ou onde se situe o seu principal estabelecimento ou operação” e figurem publicamente no Registo Mercantil.

A sede social determina o Registro Mercantil onde a empresa deve ser registrada; os Tribunais competentes para as questões jurídicas; a Delegação Fiscal e os regulamentos locais ou regionais aplicáveis.

O endereço estabelecido como sede deve constar do Estatuto Social da Companhia.

Leia também: Trendszone | Endereço Fiscal Ribeirão Preto

 

Qual é o endereço fiscal?

Conforme informado pela Agência Tributária , o domicílio fiscal “é a localização do contribuinte nas suas relações com a Administração Tributária . Para as pessoas singulares, o domicílio fiscal será o local onde tenham a sua residência habitual. ” Ou seja, o domicílio tributário será o local para o recebimento das notificações da Administração.

No caso de pessoas singulares ou coletivas (empresários particulares e sociedades mercantis) que desenvolvam uma atividade económica, este endereço será refletido no preenchimento do formulário 036/037, aquando do registo da atividade no Fisco. No caso de querer alterar o domicílio fiscal, a modificação deve ser feita através do mesmo modelo.

 

O domicílio fiscal não tem que coincidir com a sede social.

Principais diferenças entre os dois conceitos:

Conforme explicado acima, cada tipo de domicílio é definido por diferentes legislações : o social pela Lei das Sociedades de Capitais; o procurador pela Lei Geral Tributária.

A principal diferença que faz cada casa é que enquanto a sede administrava e gere a empresa , no domicílio fiscal é onde são recebidas as notificações da Agência Tributária.

A sede social é pública e o Ministério Público pertence à esfera privada.

Espero que este post tenha ajudado você a entender melhor cada conceito!

Desde a introdução do termo por Brad Neuberg em 2005, o movimento de coworking se espalhou por todo o mundo, o que resultou no lançamento de novos espaços de todos os tipos e tipos. A escolha e a variedade são sempre grandes, pois permitem que os membros encontrem exatamente o que precisam e permitem que os operadores atendam melhor às necessidades dos residentes.

Algumas pessoas procuram um local de trabalho luxuoso semelhante aos que o Coworking Ribeirão Preto oferece, outras são mais ascéticas e exigem apenas comodidades básicas, desde que sua associação seja econômica.

Então, quais são os principais tipos de escritórios de coworking disponíveis no mercado? Este artigo visa atualizá-lo sobre isso.

 

# 1. Luxo / Extravagante / Tudo incluído / Escritórios de coworking de serviço completo

Escritórios de coworking desse tipo geralmente estão localizados nos centros das grandes cidades. Eles deslumbram com belos interiores com design profissional. Os centros contam com gerentes comunitários, oferecem lanches saborosos e atendem principalmente a empresas estabelecidas e startups bem financiadas.

As taxas de associação estão longe de ser baixas em marcas de coworking de luxo. Às vezes, a comunidade nesses espaços é dividida por andar ou tipo de associação. A cultura dos escritórios de coworking de luxo depende dos membros que comparecem aos eventos e interagem uns com os outros.

 

# 2. Escritórios de coworking Convencionais / Tradicionais

Este é o maior grupo de escritórios de coworking. A maioria dos hubs se enquadra nesta categoria. Os espaços de trabalho convencionais podem ser de qualquer tipo, tamanho e localização. Os escritórios de coworking tradicionais ou convencionais são de natureza genérica. Eles são freelancers populares e bem-vindos, trabalhadores remotos e startups com equipes de até 10 pessoas que precisam de escrivaninhas ou escritórios para alugar em uma base flexível diária, semanal ou mensal.

Os coworkings convencionais podem não ser projetados profissionalmente. Eles têm um gerente de comunidade e oferecem uma variedade de eventos. Os espaços convencionais abraçam e incentivam o espírito original de coworking de comunidade, colaboração, aprendizado e sustentabilidade.

Os escritórios de coworking tradicionais geralmente não são grandes e ocupam não mais do que dois andares. A principal atração deste tipo de espaço é a sua cultura. É fácil alimentá-lo porque todos os membros estão juntos na mesma área o tempo todo. Essa proximidade impulsionada por eventos de networking une a comunidade e as equipes e facilita as interações.

 

# 3. Escritórios de coworking para nômades digitais

Os escritórios de coworking nômades estão se tornando mais populares com o surgimento da cultura nômade de trabalho e digital. O coworking rural e o coworkings no campo proporcionam aos empresários a possibilidade de encontrar inspiração e um equilíbrio perfeito entre a atividade empresarial e o lazer.

Os espaços nômades geralmente combinam vários serviços. Por exemplo, eles podem oferecer passeios e coliving. Alguns espaços nômades atraem freelancers com destinos exóticos e oportunidades de se familiarizar com a cultura local e a comunidade empresarial.

Cafés e Starbucks locais são exemplos óbvios de locais de trabalho que os nômades digitais podem usar para checar suas caixas de e-mail, fechar algumas tarefas urgentes, obter uma conexão WiFi estável e uma boa fonte de alimentação enquanto tomam um café com leite magro.

No entanto, os espaços nômades de hoje escolhem uma abordagem mais sofisticada. Eles estão aparecendo em uma variedade maior de locais, incluindo restaurantes, bibliotecas e hotéis.

Veja também: Endereço Fiscal em Ribeirão Preto.

 

# 4. Comunidades de Coworking de Condomínio

Aluguel, hotel e coworking são negócios de hospitalidade intimamente relacionados. Portanto, não é surpreendente quando o proprietário de um prédio de apartamentos converte seu centro de negócios em um escritório de coworking. É uma boa ideia de negócio criar um escritório de coworking num edifício de condomínios ou apartamentos. Coliving e coworking são uma ótima combinação.

 

# 5. Escritórios de coworking Corporativo / Profissional

Os escritórios de coworking profissional destinam-se a empresas que procuram um estilo corporativo de instalações onde possam parecer mais fiáveis ​​e sérias para os seus clientes. Os centros de coworking deste tipo estão totalmente focados no trabalho persistente.

A maioria dos escritórios de coworking profissional proporcionam aos residentes móveis ergonômicos e muita luz. A recepção está sempre arrumada, com uma equipe simpática que recebe os hóspedes. A despensa de um escritório de coworking profissional é abastecida com chá, café, entre outras bebidas e lanches.

As salas de reuniões são bem projetadas para discussões de negócios produtivas. Além disso, você pode encontrar muitos sofás e recantos tranquilos se desejar que um ambiente descontraído se ajuste melhor ao momento.

Por falar em escritórios de coworking profissional, não posso deixar de mencionar aqueles iniciados por empresas já estabelecidas. Corporações como a Bosch com seu conector Stuttgart criam locais de trabalho que reúnem startups, parceiros corporativos e universitários e equipes de projeto da Bosch com foco na inovação digital na cadeia de suprimentos, logística e tecnologias baseadas em dados. Os hubs operam em modelos de cocriação que promovem a colaboração, networking e solução de problemas entre os parceiros. A colaboração se concentra na digitalização, incubação e experiência educacional.

 

# 6. Escritórios de coworking específicos de nicho

O surgimento de marcas de coworking específicas para nichos pode ser considerado um tipo de evolução da indústria e uma das múltiplas tendências do escritório de coworking . A lei do mercado é severa. Quanto mais escritórios de coworking aparecerem, maior será a competição que você terá que enfrentar. Portanto, se você deseja construir uma marca de escritório de coworking poderosa que vai gerar lucro, você deve ser diferente. Caso contrário, os consumidores não entenderão por que devem escolher você.

Por exemplo:

  • Escritórios de coworking femininos
  • Escritórios de coworking familiar
  • Escritórios de coworking para cozinheiros
  • Escritórios de coworking para empresários de suprimentos para animais de estimação , a lista continua.

É uma boa ideia para um escritório de coworking ter como alvo um mercado específico e reunir inovadores específicos do setor. Ao escolher um posicionamento de marca exclusivo, você tem uma oportunidade maravilhosa de personalizar seus serviços e torná-los realmente valiosos para um determinado grupo de pessoas.

Por exemplo, a maioria dos escritórios de coworking específicos para nichos incluem programas de orientação e treinamento, bem como comodidades exclusivas (estúdios para artistas, ginásios para dançarinos, playgrounds para os pais, cozinhas profissionais para cozinheiros, etc.)

 

# 7. Escritórios de coworking Ascéticos / Mínimos

Escritórios de coworking mínimos são ideais para freelancers modestos que precisam apenas de uma mesa e Wi-Fi para serem produtivos. Em alguns espaços mínimos, você receberá seu café, alguns não o fornecem gratuitamente.

Esses coworkings são frequentemente operados por colegas de trabalho que desejam reduzir suas contas de escritório. Esta é uma opção barata e silenciosa que cobre os requisitos básicos.

A vibração e a comunidade de espaços mínimos de coworking dependem do fundador / gerente. Como regra, a comunidade nesses pequenos espaços é acolhedora e coesa. Os eventos geralmente consistem em reuniões de colegas de trabalho e encontros iniciados pelos membros mais ativos.

 

# 8. Empresas que oferecem espaço de trabalho como serviço

Reune vários modelos de negócios de coworking sob este título e você logo entenderá por quê.

Às vezes, grandes marcas como a WeWork terceirizam a criação e o funcionamento de um escritório de coworking para um provedor de espaço como serviço. Esses escritórios de coworking geralmente têm o design da marca do proprietário / locador inicial. Se você estiver interessado em entrar no negócio como um provedor de espaço como serviço, o locador pode oferecer a você um portfólio de design com várias opções à sua escolha.

Na verdade, este empreendimento pode resultar na execução de qualquer tipo de escritório de coworking listado acima. Um modelo de espaço como serviço é uma opção para os proprietários obterem uma renda regular sem complicações, enquanto os membros nunca vão adivinhar o que está acontecendo nos bastidores.

 

Hotéis, restaurantes, cafeterias, lojas de caixa e centros de logística de coworking

Às vezes, os proprietários lançam escritórios de coworking em instalações que não foram inicialmente planejadas para hubs.

Por exemplo, a combinação de hotel e coworking pode parecer um truque de marketing. Porém, algumas operadoras conseguem fazer com que essa combinação funcione, oferecendo comodidades de hotel como academia, piscina, restaurante, o que quer que seja como vantagens de membro.

Quando bem feito, um hotel de coworking pode reunir um grupo consistente de membros como o Nest em Dubai.

Leia também: Como funcionam as agências de marketing digital

 

Restaurante + Coworking

Alguns restaurantes que funcionam à noite transformam seus salões em escritórios de coworking durante o dia para melhorar a economia dos negócios. Esta pode ser uma boa ideia, pois as instalações têm designs elegantes e podem oferecer saborosos cafés e snacks. No entanto, não tenho certeza sobre a vibração comunitária e o senso de comunidade nos restaurantes de coworking.

O mesmo vale para cafeterias e Starbucks usados ​​como locais de trabalho por alguns freelancers. Não acho que uma cafeteria seja o melhor lugar para ligações de negócios, no entanto, você pode se encontrar com um cliente / parceiro lá, enviar alguns e-mails, ler, etc.

Um dia em um bom café de coworking pode ser muito agradável se você não se importar com despesas mais altas devido a café e doces que não são de graça e uma espécie de isolamento porque muitas vezes a única pessoa com quem você está conversando no café de coworking é um barista. Outros freelancers vêm lá apenas para serem conectados, não para construir relacionamentos comerciais.

Algumas empresas decidem transformar o espaço de escritório que não usam em coworking . Suponha que você tenha um andar inteiro vazio. Suponha que você tenha um andar inteiro vazio. Por que não trazer algumas empresas para preencher as mesas e reduzir a conta geral? Esse tipo de espaço pode funcionar como um coworking regular ou escritórios separados.

Quando você deseja que sua empresa cresça, contratar uma agência de marketing B2B é uma das ações mais inteligentes que você pode tomar.

As agências de marketing B2B são geralmente respeitadas em todo o mundo do marketing como especialistas. Mas quando você quer encontrar um para sua empresa, você tem muito trabalho pela frente.

E mesmo que você encontre uma agência de marketing B2B que ache que vai atender às suas necessidades, como saber o que esperar dela?

Isso é o que cobriremos nesta página. Depois de encontrar uma agência de marketing B2B confiável, isso é o que você pode esperar ao trabalhar com ela.

 

  1. Contato direto

Depois de começar a trabalhar com uma agência, a primeira coisa que você pode esperar é o contato direto com a pessoa (ou pessoas) que trabalhará com sua empresa.

Esse contato direto é essencial porque significa que você não precisa passar por uma secretária eletrônica ou atendimento ao cliente para falar com alguém sobre sua empresa.

Algumas empresas chegam até a fornecer o número do celular de seu contato para que você possa falar a qualquer momento ou até mesmo enviar mensagens de texto sobre sua empresa.

No entanto, isso é muito raro, e a maioria das empresas não oferece essa conveniência aos clientes, a menos que o mesmo ponto de contato trabalhe com um cliente há anos.

Independentemente disso, uma boa agência de marketing B2B garantirá que você possa contatá-los durante o horário comercial normal.

 

  1. Dedicação

Como você tem uma linha direta com alguém em seu parceiro de marketing B2B, também pode esperar que seu contato seja dedicado ao seu sucesso .

Em alguns casos, essa dedicação se traduz em alguém trabalhando com você fora do horário comercial. Também pode significar ter alguém trabalhando exclusivamente com sua marca para que esteja totalmente focado em seu sucesso.

Essa dedicação pode ser muito importante para a sua marca. Exceto por férias ou dias de doença do seu contato, você sempre saberá quem é o responsável por suas iniciativas de marketing – e essa é uma das melhores sensações que você pode ter ao contratar uma agência externa.

 

  1. Discussão

Não existem duas empresas iguais, e é importante que uma agência de marketing B2B entenda o que sua empresa precisa.

Isso significa que você terá muitas conversas com sua agência sobre o que deseja e espera. Essas conversas se encaixam em vários formatos.

Na maioria das vezes, você terá uma conversa que segue um padrão como este:

  • Declaração do que você quer
  • Perguntas ou sugestões de representantes de agências de marketing

 

Resposta

A parte “Resposta” pode ser repetida várias vezes antes que uma agência ou representante se sinta confortável com o que você deseja.

Na verdade, um bom representante terá certeza absoluta de que eles sabem o que você deseja antes de prosseguir.

É aí que a próxima etapa se torna útil.

 

  1. Esclarecimento

O esclarecimento pode ocorrer a qualquer momento durante seu relacionamento com uma agência de marketing B2B.

Você pode esperar muitos esclarecimentos durante seu contato inicial com uma agência. Um representante fará muitas perguntas para ter certeza de que ele tem uma ideia precisa do que você deseja e como pode realizá-lo.

A maior parte dos esclarecimentos que você ouvir acontecerá durante a reunião inicial que você tiver com sua agência. Você também pode receber algumas perguntas mais tarde sobre circunstâncias específicas ou imprevistas.

Independentemente disso, você deve se preparar para fazer e responder perguntas. Boas agências de marketing B2B não avançam até saberem o que você deseja.

 

  1. Acompanhamento

Acompanhamento é a ação de atender às suas expectativas.

Uma boa agência de marketing B2B garantirá que suas expectativas sejam cumpridas à risca e acompanhará os resultados de todas as iniciativas de marketing para garantir que seu dinheiro valha a pena.

Dependendo do que você deseja, o acompanhamento pode levar dias, meses ou até anos para ser alcançado.

Por exemplo, algo como a configuração de anúncios pay-per-click (PPC) no Google pode levar um ou dois dias para começar. Mas a produção de um comercial de televisão levará muito mais tempo.

Mas não importa o que você queira, cabe à agência e ao seu representante realmente fazer isso .

 

  1. Acompanhamento

Assim que sua agência atender às suas expectativas, ela o informará.

O acompanhamento é uma parte crucial dos planos de qualquer agência de marketing B2B. É como eles mostram que você é um cliente valioso. Eles se lembram de quem você é, o que deseja e por que os contratou.

Além de ser um gesto simbólico, o acompanhamento também é uma boa maneira de manter todos na mesma página para um projeto de marketing.

Seu representante cumprirá o que você deseja e, se quiser apontar algo que ele perdeu ou algo que deseja no futuro, pode fazer isso com acompanhamento.

Em geral, o acompanhamento é simplesmente uma boa prática comercial.

 

  1. Retorno do investimento

A expectativa final (e mais importante) de uma agência de marketing B2B é um ROI positivo.

Um bom ROI significa que você fez as escolhas certas de marketing, sua agência tomou as medidas certas para cumprir essas escolhas e agora você está obtendo ganhos financeiros diretos.

Esses ganhos são o objetivo final de qualquer colaboração que você tenha com uma agência de marketing B2B.

Se você não obtiver esses ganhos após um período de tempo razoável, reconsidere seu parceiro de marketing.

E se você está desfrutando de novos níveis de crescimento, deve considerar investir mais nos serviços dessa agência.

Esse é o tipo de relacionamento simbiótico que uma boa agência de marketing digital B2B tem com seus clientes. O sucesso deles em marketing torna-se seu sucesso em ROI. E quando tiver mais lucro, você pode reinvestir em sua consultoria de marketing para ganhar ainda mais no futuro.

É simples, prático e direto.